Magnetoterapia

A magnetoterapia é o tratamento de patologias e lesões por meio da aplicação de campos magnéticos.

Estes campos magnéticos atuam como um regenerador celular que devolve ao corpo o equilíbrio, restituindo o sistema biológico alterado como consequência de traumatismos, infecções e outras patologias que fizeram com que as nossas células perdessem energia.noretesul

A origem da noção de magnetismo é muito antiga. Remonta-se a mais de 3500 anos em plena idade do Ferro, n antigo Egito, China e Índia. Nos anos 131 e 201 a.C., o magnetismo foi utilizado para a cura de doenças inflamatórias e enfermidades dolorosas. Os estudos a respeito das propriedade dos imãs continuaram no século XVI, com Aureolus Philippus Paracelso (1493-1541) que utilizou os imãs para a cura de muitos processos inflamatórios.

O naturalista romano “Plínio, o Velho” (23-79 d.C.) transmitiu a interpretação de Nicanor de Colofon (século II) segundo o qual o nome de magnetita seria devido a um certo pastor chamado Magnes que levando seu rebanho a pastar, observou a atração que o solo rico nestes mineral exercia sobre as partes de sua bota e cajado.

A Magnetoterapia e o magnetismo eram usados pelos povos muitos antigos que remota as antigas civilizações do Crescente Fértil, China e Japão. Os antigos egípcios eram mestres na arte do magnetismo, em seus templos, palácios, nas artes, construção civil e também nas práticas medicinais na função de harmonização e restabelecimento energético do corpo no objetivo de se efetuar a cura e o equilíbrio.

No dia a dia da cultura egípcia o magnetismo era algo comum, os sacerdotes usavam nos templos, os arquitetos utilizavam na construção civil, os terapeutas antigos usam as propriedades do ímãs para equilíbrio energético.

  • Os chineses foram grandes sábios na utilização da propriedades do magnetismo e do uso de ímãs. Os chineses em sua busca do equilíbrio e da cura dos males de diversas doenças, e no estudo da prática da acupuntura, passaram há usar os ímãs em seus trabalhos terapêuticos, descobriram, que o magnetismos equilibrava e harmoniza e restabelecia o processo energético do corpo.
  • Michel Fraday (1791-1867) deduziu conceitos até hoje válidos de eletromagnetismo, nas linhas magnéticas de força, polarização magnética giratória e indução magnética.

Os imãs estáticos ou permanentes, segundo William Gilbert, seria a chave para a compreensão da natureza: uma forma não corpórea, a “alma da terra”, agindo por “união e concordância”. As pedras-imãs mais fortes são obtidas naturalmente a  partir da magnetita, mas também estão associadas a outros minérios, incluindo os produtos de oxidação da magnetita, a maghemita e a hematita. Uma das hipóteses para a origem das pedras-imãs é que sua magnetização  permanente é causada pela queda de raios em veios superficiais dos citados minérios, o que explica porque pedras-imãs não são encontradas em minas profundas.

No Japão a magnetoterapia é o dia a dia dos japoneses , sendo os japoneses os maiores usuários dos magnetos do mundo. Utilizam desde da confecção de roupa, sapatos e os tratamentos por magnetos que torna algo diário no Japão.

Atualmente magnetos têm sido utilizados terapeuticamente em dores crônicas e agudas em animais e humanos. Magnetos têm sido construídos sinteticamente com um composto de ligas de alumínio, níquel e cobalto, chamado alnico.

O pólo norte tem  uma ação inibitória, podendo controlar, por exemplo, o desenvolvimento e a proliferação de células bacterianas. O pólo sul, por sua vez, irradia energia e força, fornece calor para área afetada, reduz a inflamação e alivia dores do corpo.

Entre os efeitos biológicos do magneto, cita-se melhora de fluxo sanguíneo, aumento da taxa de excitação nervosa e de metabolismo intracelular, melhora o sistema osteomuscular, sistema digestivo, nervoso, urinário e respiratório.

A Magnetoterapia tema capacidade de influenciar diretamente a circulação do corpo humano. Isso se deve ao fato de nosso sangue possuir FERRO. Como todos sabemos, os magnetos tem a capacidade de atrair o ferro.O ferro circula em nosso sangue através de uma substância chamada Hemoglobina, que possui também a função de carregar o oxigênio para todos os tecidos do corpo.Quando colocamos um magneto na superfície do corpo, dependendo do lado de sua fixação ele pode atrair a circulação ou repelir a mesma.

magnetoventosa
Para saber qual lado usar precisamos de um conhecimento rápido:
a) O ferro possui polaridade 2+, ou seja, é positivo.
b) Os opostos se atraem; os semelhanetes se repelem.

imãs

 

 

LADO LISO = LADO POSITIVO = Seda o ponto = Usar em locais de dor

 

LADO ABAULADO = LADO NEGATIVO = Tonifica o ponto = Usar em pontos de acupuntura com suas funções específicas.

imã

Os campos magnéticos recarregam-nas, permitindo que o nosso organismo se defenda de forma natural com maior eficácia, aliviando a dor e acelerando os tempos de cura e recuperação.

Magnetoterapia

 

 

 

 

 

assina_post